5 dicas para montar a rotina de limpeza do seu condomínio

Foto: Morhena

Por mais simples que a princípio possa parecer, a verdade é que a rotina de limpeza de um condomínio é um dos maiores desafios com que se deparam síndicos e moradores. Afinal, é natural que as áreas de uso comum acumulem sujeira com muita frequência. Por isso, manter o asseio é imprescindível para garantir o bem-estar e o conforto dos habitantes e visitantes do local. E foi pensando em ajudar na elaboração de uma rotina de limpeza impecável em seu condomínio que selecionamos algumas dicas de fácil aplicação para manter a rotina de limpeza do seu condomínio. Então confira:

Ofereça os materiais e equipamentos mais adequados

Quando se trata de limpeza, é preciso deixar à disposição da equipe responsável os materiais e equipamentos adequados para que tudo seja feito da melhor maneira possível. E como cada área do condomínio exige técnicas e cuidados de higiene específicos, obviamente também demandam os materiais corretos para sua execução. Detergente neutro, cera, desinfetantes, esponjas, panos de chão, flanelas, baldes, rodos e vassouras são alguns dos itens fundamentais quando o assunto é manter a limpeza de um condomínio em dia.

Só vale ressaltar que é interessante criar uma lista com a qual se possa controlar o uso dos materiais. Assim, é possível deixar o estoque sempre em ordem, a fim de não prejudicar ou atrasar o bom andamento dos processos.

A escolha de equipamentos adequados também podem ajudar bastante no processo de limpeza. Dependendo do perfil do Condomínio a utilização de equipamentos de limpeza adequados podem aumentar a produtividade e reduzir o custo mensal com mão-de-obra.Por exemplo, a utilização de lavadoras de piso para condomínios com grandes áreas pode auxiliar bastante no processo e aumentar a eficiência de limpeza no local.

Evite deixar a sujeira acumular

Áreas de frequente uso e com alta circulação de pessoas costumam demandar uma limpeza constante. Por isso, para não deixar a sujeira se acumular demais, é fundamental não apenas fazer uma faxina profunda e periódica em cada ambiente, mas sim conservá-los limpos diariamente. Banheiros, vidros, portas, escadarias, elevadores, o salão de festas e a academia: todos esses itens e ambientes devem ser constantemente supervisionados e mantidos em condições de uso, para não dificultar a faxina completa no dia em que tiver que ser feita. A equipe deve se manter atenta a detalhes que, muitas vezes, passam despercebidos, como a limpeza de áreas que ficam fora do alcance dos olhos (como lustres ou cantinhos escondidos atrás de móveis), que podem juntar teias de aranha e poeira, o que causa uma péssima impressão em quem percebe tal falta de cuidado.

Desenvolva um cronograma de limpeza

Na prática, nem toda área precisa ser limpa todos os dias. Ao mesmo tempo, alguns ambientes necessitam de limpeza mais de uma vez ao dia. Janelas, beirais, portas e rodapés, por exemplo, não precisam ser submetidos à limpeza na mesma frequência que os banheiros de uso comum, a academia do condomínio ou o hall. Por isso, para que a equipe de limpeza realize seus trabalhos de maneira mais organizada e satisfatória, é importante elaborar um cronograma de limpeza adequado. Liste todas as áreas do condomínio que precisam ser limpas e analise com que frequência a faxina tem que ser feita. Locais com maior circulação de pessoas ao longo dos dias precisam, obviamente, de limpeza constante, ainda com manutenções ao longo do dia.

Estabeleça rotinas diárias, semanais, quinzenais e mensais de acordo com a necessidade e a disponibilidade de recursos humanos. No caso de mais de uma pessoa trabalhando, procure dividir as tarefas de forma que cada um fique responsável pela limpeza de uma área. Isso ajuda demais na definição de responsabilidades e facilita o processo de supervisão.

As escalas e horários de trabalho devem acompanhar as demandas de limpeza do Condomínio. Se a Academia fecha às 20:00, preferencialmente deve existir um funcionário que possa executar a limpeza após esse horário ou logo cedo para garantir que os usuários possam encontrar o ambiente limpo pela manhã.

De fato, cada condomínio tem suas peculiaridades. Tanto que não há uma regra exclusiva válida para todos os casos. O mais importante é avaliar as necessidades específicas do seu condomínio a fim de desenvolver um cronograma personalizado, que garanta que todas as áreas estejam muito bem limpas, a todo momento. Defina quais locais necessitam de uma limpeza profunda e qual deve ser a periodicidade das rondas de manutenção e conservação. Isso manterá o condomínio limpo e sempre em ordem. Vale ainda lembrar que é provável que, durante o dia, surja a necessidade de realizar pequenas limpezas emergenciais, no caso de ocorrerem acidentes (como o vazamento de chorume proveniente de sacos de lixo ou o derramamento de água e outros líquidos em diferentes áreas do condomínio). Por isso, é preciso que os responsáveis pela limpeza estejam de sobreaviso, a fim de proporcionarem a devida higienização no momento em que a necessidade aparecer.

Procure não atrapalhar os condôminos

Nada mais desagradável para os moradores e visitantes de um condomínio que, enquanto circulam pelo local, tropecem em mangueiras, rodos e vassouras ou tenham que caminhar sobre poças de água e sabão. Ainda pior, imagine que seja preciso usar determinado ambiente, como o salão de festas ou a academia, mas constatar que está interditado para a limpeza do cômodo e dos equipamentos. Por isso, na hora da elaboração do cronograma, é extremamente importante levar em consideração os horários de maior circulação de pessoas, fazendo o máximo possível para diminuir o desconforto causado aos usuários. O ideal é que a limpeza dos ambientes ocorra nos momentos em que houver o menor número de pessoas nesses locais. Assim se evita não só a insatisfação como eventuais acidentes, além de permitir que os locais estejam prontos para uso a qualquer momento.

Providencie equipamentos de segurança

Na rotina de limpeza do condomínio, os funcionários terão contato constante não apenas com água e detergente, mas sim com uma série de outros produtos químicos que podem causar alergias e diversos danos à saúde e à segurança dos colaboradores. Por isso, é essencial que a equipe de limpeza tenha à sua disposição (e efetivamente utilize) os devidos equipamentos de segurança. Aí entram as botas de solado de borracha antiderrapante, os óculos de proteção, as multifuncionais luvas e tantos outros itens que assegurem a segurança e a integridade dos funcionários. Esse cuidado garantirá uma limpeza bem feita e, principalmente, o bem-estar daqueles que trabalham para manter a higiene e a organização do condomínio, além de evitar possíveis problemas trabalhistas futuros.

Como você pôde perceber, montar uma rotina de limpeza para seu condomínio demanda certos cuidados, mas não é algo tão complexo assim. Basicamente, é preciso que você avalie as necessidades do ambiente, crie um bom cronograma de limpeza e garanta que a equipe responsável pela higiene do local tenha sempre à mão os produtos e equipamentos necessários para fazer seu trabalho com eficiência e segurança. Pronto para o desafio?

Fonte: www.aster.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *